Coisas de Criança

Coisas de Criança é...Brincar

Coisas de Criança é...Brincar
Contos, poesias,brincadeiras tradicionais, cantos e cantigas de roda, para gente miúda e graúda, desde que deixe a criança que existe em você se soltar.

terça-feira, 2 de abril de 2013

A Menina que queria o Sol (conto)

                                                                       imagem do google

             A menina que queria o Sol

Isabele, cansada de tanto ver chover, sem chance de brincar, pois sua mãe sempre falava “brincar lá fora só com dia de sol”. Ela não se conformava de ver seu belo jardim pela janela do seu quarto, ver as goteiras fortes sem poder sair, andar de bicicleta, brincar com seu cãozinho Tofer.

Já estava enjoada de ficar dentro de casa após ás aulas; brincava de bonecas, desenhava e o tempo chuvoso, nem um raiozinho de sol. Ela perguntou à sua mãe:

Mamãe, por que o sol não vem, onde ele está que não dar as caras, estou de saco cheio de tanta chuva?

Isabele minha filha, não fale assim da chuva, faz parte da natureza, chover para as plantas, árvores, hortas, para produção de grãos, o alimento nosso de cada dia ,a florada e termos água no solo.

Mas, tantos dias assim? Eu quero sooooooooooool !!!!.

Tenha paciência, logo ele vai  aparece r por aqui.

Passou dias e mais dias de muita chuva e temporal, triste Isabele começou a desenhar o sol de tudo o que é maneira: carrancudo, dormindo, sorrindo... E foi colando na parede do seu quarto.

A sua mãe quando viu os desenhos ficou encantada e elogiou a filha:

Que lindo Isabele, quem sabe assim o sol fica contente e dar o ar da graça de aparecer.

Com isso, foi se alegrando, vendo a sua obra de arte se expandir. Imaginava que assim podia matar o tempo e aconteceu mesmo.

Numa manhã de sábado, acordou com o canto dos passarinhos na ameixeira junto a sua janela, abriu seus  olhos  de brechinhas, lentamente , sentiu o os raios de sol no seu rosto, abriu um belo sorriso e agradeceu a Deus pelo aquele belo amanhecer, percebeu então, as primeiras flores daquela árvore que dava fruto e agradeceu também pela chuva causadora de brotar o verde no seu jardim.

E chuva você também é bem vinda, mas não com muito exagero.

Dora Duarte

3 comentários:

Claudete da Mata disse...

Dorinha, simplesmente, amei teu novo conto. PARABÉNS!

Beijos da Clau

Anônimo disse...

testando comentário; Dora

Ivone disse...

Lindo, li e comentei lá no blogue da minha também nova amiga, Anne!
Prazer em estar por aqui,
Grande abraço!
Ivone

Copyright © 2011 COISAS DE CRIANÇA.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger